Day 1: A emocionante partida

Standard

No dia 13 de Agosto eu dei início ao meu intercâmbio. Mal sabia o que me esperava pela frente. Eu parti com a minha mãe até o aeroporto de Londrina junto com as malas. Na época, eu não queria admitir para ninguém da minha família que iria sentir muitas saudades. Fiquei falando e falando pra minha mãe que não sou apegado. Pobre eu! Não sabia que gostava tanto daquele lugar assim!

S

Quando chegamos no aeroporto de Londrina, eu passei o tempo junto com a minha mãe olhando os aviões partindo e decolando. Enquanto isso, passava-se mil coisas na minha cabeça e eu continuava fingindo que estava tudo ok internamente. Chegou a hora que a o meu pai chegou e por fim, o avião. Eu fui até a sala de embarque e nem me despedi direito dos meus pais! Eu fui um grande idiota e foi exatamente nesta hora que a ficha caiu pra mim. Eu comecei a chorar pensando no que estava pela frente. Pensando em viver sem os meus velhos por 1 ano e principalmente como eu fui um imbecil por não ter me despedido da forma certa com os meus pais.

S

*Desculpa eu estar jogando as informações assim aqui, mas está difícil juntar tudo em algo coerente*

Quando o avião decolou eu chorei mais ainda. Eu não conseguia nem prestar atenção no cenrário bonito por estar na janela. Quando cheguei em Curitiba, eu fiz de tudo pra contactar meus pais que estava tudo ok, mas não consegui, e isto me fez sentir pior ainda. Naquele momento eu estava me controlando, mas apenas por muito pouco.

Parti de Curitiba em direção ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Quando cheguei lá, eita correria! Nunca tinha entrado naquele aeroporto antes e me sentir TOTALMENTE perdido, mas por fim deu tudo certo encontrar o balcão da Delta e pegar minhas passagens. Fiquei SUPER feliz que deu tudo certo em relação a bagagem. Eles levaram de um voo para o outro automaticamente.

Chegando no portão de embarque do DL 58 eu encontrei parte do pessoal que iria junto comigo pra NC State. Achei todos super gente boa e de cara já me sentir numa família. Isso me ajudou muito emocionalmente e quase me fez esqueceu tudo que aconteceu na despedida super fail com os meus pais (ah meu Deus, sempre que falo nisso me dá um aperto no coração. Como queria ter me despedido deles da forma certa. Eu apenas dei um aperto de mão na minha mãe e o meu pai eu nem vi na hora do embarque. Vontade de me matar numa hora dessas). Eu sou péssimo em demonstrar meus sentimentos. Como gostaria que isso não fosse parte de mim.S

Mas bem, no avião para Atlanta eu sentei junto com uma das minhas melhores amigas aqui, a Vic. Ela é MUITO gente boa e conversamos e rimos o voo inteiro. O voo DL 58 foi uma bosta, no entanto. Achei o avião extremamente velho, barulhento e desconfortável. O avião do voo Londrina -> Curitiba -> São Paulo da TAM foi muito mais top. Achei a comida do voo da Delta muito sem graça também,

Mas bem, tinha finalmente chegado aos EUA. Eu AMEI ver aquelas casas típicas de american dream do alto! Que coisa mega bonita e fofa! Eu jamais tinha pensado alguns anos atrás que o dia estava tão perto, que eu finalmente estaria nos EUA e iniciaria a realização de um sonho!

Ah e em Guarulhos eu encontrei um cara do mestrado que iria pra Columbus (não lembro o nome dele. Sou péssimo em lembrar nomes) e conversei com ele boa parte do tempo até encontrar meus amigos no portão de embarque em Guarulhos. Só passando pra mencionar que ele faz parte desta história também.

Atlanta é um aeroporto RIDÍCULO de grande. Rapaz, tive que pegar até metro pra chegar no portão de embarque do voo que iria até Raleigh. Bem, lá encontramos o pessoal do Rio de Janeiro e como foi bom conhecer eles!

Ah, só mencionando que fiquei muito excitado em ver como me sairia falando em Inglês com os americanos, e fiquei muito feliz que consegui me sair até bem. Amo quando consigo manter uma conversa com um nativo sem muitos problemas.

Bem, pegamos o voo até Raleigh e como amei ver tudo de lá do alto de novo. Desta vez foi melhor ainda porque tinha pegado um assento na janela. No voo até Atlanta eu não tinha conseguido fazer isso e acho que aqui que para porque quando cheguei em Atlanta já era o próximo dia, que então faz com que o resto desta história fica pro post Day 2.

Desculpa eu jogar um monte de pensamentos juntos sem qualquer coerência entre eles. É realmente difícil juntar tudo e fazer uma coisa.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s